Fonte: Redação Estado de Minas Internacional

A pandemia de coronavírus privará o setor aéreo mundial de 252 bilhões de dólares de faturamento este ano, advertiu a Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA), ao dobrar seus cálculos precedentes.

“Nossa indústria nunca sofreu uma crise tão profunda”, afirmou o diretor geral da IATA, Alexandre de Juniac.

“Precisamos de um pacote de ajudas rapidamente e precisamos urgentemente de liquidez”, completou.

A crise afeta no momento 98% do tráfego aéreo de passageiros em todo o mundo, segundo a IATA.

Na semana passada, as companhias aéreas, que em muitos casos foram obrigadas a deixar em terra quase todos os aviões, pediram uma ajuda de emergência que poderia alcançar 200 bilhões de dólares (185 bilhões de euros).

A IATA reúne 290 companhias que representam 82% do tráfego aéreo mundial.

Fonte: Redação Estado de Minas Internacional