O governo do Estado, através da SCPar e da secretaria de Infraestrutura, começou os estudos para conceder o terminal Rita Maria, que é a rodoviária de Florianópolis, para a iniciativa privada. A estrutura está dentro do projeto do Programa de Parcerias e Investimentos (PPI-SC) e foi citada em reportagem publicada neste domingo pela Folha de S. Paulo sobre os projetos dos Estados para concessões. A coluna confirmou a informação e apurou que a previsão é de assinatura do contrato em 2021 até que sejam concluídos os levantamentos e os trâmites burocráticos.

O secretário-executivo de parceria público-privadas na SCPar, Ramiro Zinder, diz que a ideia é tornar a rodoviária também um local de entretenimento, com comércio e restaurantes. Com a futura mudança do Sine para dentro do terminal, a expectativa é que o movimento diário no local tenha um aumento.

A administração do espaço era feita pelo Deter, que foi extinto e teve a estrutura absorvida pela secretaria de Infraestrutura. Os próximos planos para a concessão são o levantamento dos projetos de engenharia que já existem para verificar a possibilidade de utilização na modelagem e a construção do estudo de viabilidade técnica e econômico-financeiro.

Rio do Rastro

O mirante da Serra do Rio do Rastro, em Bom Jardim da Serra, é outra estrutura que vai entrar no PPI-SC. A Santur recebeu uma manifestação de interesse privada para exploração do local e vai abrir procedimento para propostas de outros interessados.

Fonte: NSCTotal