Entrou em operação o bonde de Cuenca

por admin_transpoquip

O Governo Autônomo Descentralizado de Cuenca opera o bonde de Cuenca desde o final de setembro. O projeto constitui a primeira rede de bondes do Equador, com 27 estações que se distribuem por uma distância total de 21 km, incluindo o trecho que atravessa o Centro Histórico da cidade de Cuenca. 

Desde 2013, a Alstom lidera o grupo GME CITA, que também é formado pelas empresas Compagnie Internationale de Maintenance – CIM, TSO e INEO. O grupo foi responsável pelo fornecimento, instalação e assistência à implantação do sistema de bondes de Cuenca, com o fornecimento de 14 bondes CITADIS, sistema de alimentação de energia, incluindo um trecho com APS, ferrovia, equipamentos de oficina, telecomunicações, sinalização ferroviária, rádio e sistema de ajuda operacional, incluindo projeto detalhado, integração e testes de pré-comissionamento. A Alstom também liderou o consórcio ACTN, também formado pelas empresas Compagnie Internationale de Maintenance – CIM e NGE Contracting, para a conclusão de obras civis, mobiliário urbano, baixa tensão, sinalização veicular, boletins e sistemas complementares,

“A Alstom está orgulhosa de ter entregue o primeiro sistema de bondes para o Equador, trazendo os benefícios da mobilidade sustentável para o coração do Centro Histórico de Cuenca, junto com algumas inovações importantes, como nosso fornecimento de energia com base terrestre APS” , disse Javier Diaz, Diretor do Projeto Tramway Cuenca na Alstom.

Os bondes Citadis 302 para Cuenca têm capacidade máxima de 290 passageiros e comprimento de 33 metros; são dotados de pisos baixos e portas amplas que garantem acessibilidade total, principalmente para os cidadãos com mobilidade reduzida.

Cuenca, uma das principais cidades do Equador, localizada na Cordilheira dos Andes a 2540 metros acima do nível do mar, e que foi declarada Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO em 1999. Os bondes e a tecnologia APS implementados no projeto contribuem para a preservação do ambiente urbano desta cidade.

2.700 veículos da linha Citadis foram vendidos em 60 cidades ao redor do mundo. Os bondes Citadis percorreram mais de 1 bilhão de quilômetros e transportaram 10 bilhões de passageiros desde que o primeiro bonde entrou em serviço em 2000.

Compartilhar

Você pode gostar

Deixar um comentário