Cargo X cria fundo especial para pequenos frotistas transportarem produtos de primeira necessidade

por admin_transpoquip

cargo X

Para facilitar o transporte de produtos de consumo primário, como alimentos, itens de higiene e limpeza ou fármacos, a Cargo X – startup de logística que conecta mais de 400 mil caminhoneiros de cerca de 20 mil transportadoras – montou um fundo de R$ 30 milhões direcionado a pequenos frotistas e transportadores. O embarcador terá seu custo atenuado com prazos de pagamento mais flexíveis, que variam de 30 a 90 dias. Já os transportadores parceiros da startup receberão da Cargo X o valor da operação de frete praticamente à vista, sendo 70% no momento em que o caminhão está sendo carregado e os outros 30% quando concluir a entrega. A Cargo X assume todo o risco da operação.

As empresas que tiverem interesse nesse fundo precisam cadastrar-se no link criado pela Cargo X ( http://cargox.com.br/etc ). As transportadoras precisam passar por um filtro de qualificação que consiste em atender a critérios de serviço e frota, assim como detalhes operacionais que permitam transportar para os embarcadores da plataforma. Já os caminhoneiros autônomos devem atender aos requisitos operacionais do transporte. Vale destacar que todos os caminhoneiros parceiros da Cargo X passam por uma gestão de risco já estabelecida com o objetivo de garantir a segurança do caminhoneiro e do embarcador.

“Acreditamos que esse fundo possa ajudar a levar os insumos mais necessários para a população no momento, ao mesmo tempo que irá manter a renda do caminhoneiro, durante esta crise. Faremos o que estiver ao nosso alcance para dar suporte à sociedade e não deixar os mercados e farmácias desabastecidos”, afirma Federico Vega, CEO da Cargo X.

Segundo informações da empresa, 100% dos recursos deste fundo são internos, oriundos de própria operação e de investimentos anteriormente recebidos.

Recentemente, a empresa criou também um projeto chamado Sinergia, que otimiza as rotas dos caminhões e garante o retorno dos mesmos com cargas. O objetivo é reduzir o tempo de ociosidade dos caminhões sem carga, aumentar as demandas e a previsibilidade de fretes. Segundo dados fornecidos pela empresa, um caminhoneiro leva cerca de dois dias para encontrar uma rota que tenha origem no lugar onde ele está, ou próxima, para voltar pra casa. “Se o motorista fica alguns dias sem frete, ele está, literalmente, perdendo dinheiro. Logo, o projeto Sinergia é um modo dele trabalhar com muito mais eficiência”, explica Vega.

Cuidados para evitar a Covid-19

Para enfrentar o momento de pandemia do coronavírus, a empresa intensificou a comunicação em suas redes sociais e enviou, via push, em seu App, um Manual de Boas Práticas para o caminheiro, reforçando cuidados necessários, como: higienizar os volantes; tentar enviar Notas Fiscais e outros documentos por vias digitais; e evitar aglomerações e contato físico em paradas, postos de gasolinas e lanchonetes.

A Cargo X disponibiliza atendimento e suporte, 24 horas por dia, sete dias na semana, através de chat, telefone, e-mail e WhatsApp para atender e dar suporte aos motoristas. Caso eles manifestem algum sintoma da Covid-19, é pedido que eles comuniquem à empresa, que irá pedir a quarentena e prestar auxílio durante esse período. Internamente, a Cargo X adotou o trabalho remoto e realizou a compra de notebooks, celulares, impressoras pequenas e até pacotes de internet para os que não tinham esses equipamentos em casa. A empresa suspendeu 100% das viagens e eventos, e recomendou a prática de reuniões por videoconferência.

Fonte: Futuretranspot
Compartilhar

Você pode gostar

Deixar um comentário