Ministro assinou alterações da Conaero para viabilizar alfandegamento e consolidar internacionalização

A aguardada internacionalização do Aeroporto Marechal Rondon, de Várzea Grande, está mais próxima. Nesta segunda-feira (22), o secretário-executivo adjunto do Ministério da Infraestrutura, Rodrigo Cruz, assina alterações do Manual para Alocação de Áreas em Aeroportos para Órgãos Públicos Membros da Comissão Nacional de Autoridades Aeroportuárias (Conaero). A mudança é parte do processo para viabilizar o alfandegamento necessário e consolidar o processo de internacionalização.

O aeroporto já é alfandegado para cargas desde 2006. No entanto, o processo alfandegário para passageiro, que é público, começou a ser analisado em 2016 pela Receita Federal. Apesar das instalações estarem prontas, ainda não foram entregues porque esbarravam em uma nova exigência da Receita Federal, que define a área destinada ao setor alfandegário de 180 m². No entanto, a área construída atualmente no aeroporto, e aprovada anteriormente pela instituição, é de 51 m².

Em entrevista à Rádio Capital, o senador Wellington Fagundes (PL) contou que a busca pela internacionalização começou ainda no governo Michel Temer, e que tem avançado desde então. Com a concessão de 30 anos do aeroporto para a iniciativa privada, o senador espera que em breve Mato Grosso já possa receber voos chegando ou partindo para outros países.

“A partir de janeiro, será operado por uma concessionária privada em que a agilidade é muito maior. Agora estamos vencendo a burocracia para fazer a internacionalização. Nós temos condição para ter um aeroporto hub, ou seja, um aeroporto de centralização dos voos de uma grande parte do Brasil e do Mercosul”, afirmou Fagundes.

Atualmente, o Aeroporto Marechal Rondon opera com cerca de 3 milhões de passageiros por ano, porém a capacidade é de mais de 5 milhões de passageiros. Essa demanda deve ser acrescida em 2019, com a capacidade aumentada em mais 100 mil passageiros. A pista tem 45 metros de largura e 2,3 mil metros de comprimento.

 

Fonte: PNB Online