Palestra Magna de abertura foi ministrada pelo secretário executivo do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Herbert Drummond, que representou o ministro Valter Casimiro Silveira. Evento aconteceu quinta, 13 de setembro, no Transamerica Expo Center, em São Paulo.

 

O secretário executivo do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Herbert Drummond, representou o ministro Valter Casimiro Silveira, nesta quarta, 12 de setembro, na abertura da TranspoQuipLatinAmerica 2018, o maior evento do setor em toda a América Latina, que aconteceu esta quinta, 13, no Transamerica Expo Center. Na ocasião, o secretário ministrou a Palestra Magna com o tema “Desafios e Desenvolvimento do Transporte Multimodal no Brasil”

A apresentação aconteceu no âmbito do 20º ENACOR – Encontro Nacional de Conservação Rodoviária, promovido pela Associação Brasileira dos Departamentos de Estrada de Rodagem – ABDER, e realizado simultaneamente com a Transpoquip 2018, numa parceria com a BMcomm Real Alliance.

Em seu discurso, Herbert Drummond, lembrou que esta é a segunda vez que participa da Transpoquip e enfatizou que os DERs estão na raiz da questão rodoviária do Brasil. “É através dos departamentos estaduais que as rodovias se sustentam, se mantêm e avançam, principalmente, com a realização desses encontros”, afirmou. “Não é à toa que uma entidade chega a 20 anos mostrando-se forte seja em qual tempo for. Este não é um dos melhores tempos, mas também sabemos que são nos problemas que as soluções e desafios acontecem”, reforçou ele.

 

O secretário ressaltou, ainda, que o Ministério dos Transportes marcou presença por meio do gabinete do ministro da sua secretaria executiva, do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte –  DNIT. “Está em peso prestigiando o evento”, concluiu.

Em sua palestra, Herbert Drummond discorreu sobre o panorama do transporte no Brasil. Disse que é prioridade no seu orçamento a questão da manutenção das rodovias. “Sabemos que estamos vivendo uma fase crítica. Como estamos vivendo um processo fiscal, os recursos têm que ser priorizados, pois são escassos”, afirmou, explicando que o Ministério tem feito esta ação através do DNIT.

Ele falou também sobre a importância de se traçar políticas estaduais de transporte e de resistir às políticas de curto prazo. “Não há planejamento de curto prazo, nem desenvolvimento sustentável sem planejamento, principalmente. Sem objetivos estratégicos, é difícil se evoluir”, concluiu.

Participaram da mesa na cerimônia de abertura Riumar dos Santos, presidente das ABDER, Giulio Franco Rossi, diretor geral da TranspoQuip, Rafael do Amaral Campos Júnior, do DER/SP, Mário Mondolfo, secretário de Logística e Transporte do Estado de São Paulo, e José da Silva Tiago, diretor do DNIT.

Riumar Santos cumprimentou os presentes, ressaltando o otimismo do setor. “E um prazer poder encontrar aqui a família rodoviária. É um momento que traz a esperança de volta para uma potência econômica chamada Brasil”. Falou sobre os 20 anos do ENACOR, que está sendo promovido pela primeira vez em São Paulo e ressaltou a parceria entre a ABDER e a BMComm Real Alliance na realização conjunta dos eventos. “Estamos juntos defendendo as rodovias e a economia brasileira.”.

Giulio Franco Rossi, diretor geral da Transpoquip frisou que a feira, em sua 10ª edição, tem muito orgulho em sediar o 20ª ENACOR. “É uma honra”, disse, lembrando o papel do evento. “A Transpoquip é um momento do encontro da tecnologia da inovação e informação com o mercado do transporte. Temos um grande futuro. Temos que continuar insistindo, investindo. Neste caso, as rodovias, uma porcentagem enorme das vias de transporte de carga – e funcionamento da economia”, explicou. “Por isso, queremos continuar a mostrar as inovações, as tecnologias com o mercado de infraestrutura de transporte. E, junto com o ENACOR, temos planos de fazer várias iniciativas incluindo outras entidades, para criarmos algo ativo e forte”, complementou.

Giulio Franco aproveitou a oportunidade para anunciar que a Transpoquip passará a ser realizada bienalmente “para dar a oportunidade das empresas apresentarem as suas próprias inovações. Se nos anos pares temos a Transpoquip, nos ímpares, a Transpoquip irá levar sua experiência regionalmente para ouvir problemas de outras regiões”.

 

Palco Inovações

Durante o TranspoQuip, o Palco de Inovações reuniu importantes associações e autoridades do setor para discutir soluções eficientes para transporte e mobilidade urbana. Toda a programação foi projetada para promover a interatividade entre os visitantes, além de abordar temas como: sinalização, segurança, tendências de mobilidade e engenharia de tráfego, controle operacional, monitoramento, entre outros.

Um dos destaques deste primeiro dia foi o painel “Gestão de Estacionamentos”, que contou com um debate sobre o tema “Revolução na Gestão de Estacionamentos: Supermercados, Condomínios e Pequenas Garagens”, com a participação de Eric Nice, CEO ADLIBDigital, Carlindo Macedo, da BRPropertie – Adm. de Condomínios; Wagner Dias, do Carrefour; e Rodrigo Lucca, da Verzani&Sandrini, e o consultor Fernando Braz.

Segundo Eric, a empresa ADLIBDigital foca no desenvolvimento de tecnologia para o varejo e sua especialização é em shopping center. “Mostrei nosso último case – do Market Place, que é o primeiro Market Place, shopping center, do Brasil”, frisou. “Acreditamos que seja do mundo, pois nunca vimos caso semelhante. Quisemos passar a experiência, como foi criar o Market Place e como isso se encaixa na jornada do cliente e na importância do estacionamento, nesse contexto”, disse.

Carlindo Macedo, da BRPropertie, elogiou o painel e disse que o tema foi interessante porque a discussão vai ao encontro do que a empresa está implantando em seus empreendimentos. “Estamos olhando a gestão de estacionamento de uma forma integrada e buscando tecnologia de ponta para melhorar a experiência de relacionamento com o cliente”, destacou. “Estamos no caminho de viabilizar soluções inovadoras em alguns estacionamentos importantes nossos. Em termos de pesquisa estamos atualizados”, reforçou. “A palestra de hoje foi uma coincidência feliz sobre como o varejo está resolvendo o estacionamento. Como o Fernando Braz, na área de consultoria, está sugerindo soluções para manter a atualização e compartilhar as soluções que estamos implementado com o mercado para as pessoas saberem que estamos conseguindo resolver e com isso perceberem o valor na experiência de uso que oferecemos”, finalizou Carlindo. Fernando Braz falou no Projeto Smart Parking na 7ª Expo Parking, no painel Oportunidade de Negócios e Gestão de Estacionamentos, com a palestra “A internalização das operações pode ser uma estratégia de negócios”.

Segundo o consultor Fernando Braz, a ideia é trazer inovação para um novo segmento. O mercado do estacionamento focava grandes garagens. Os fornecedores focava nesses clientes e só sistema automatizado. “Me interessei pelo tema e convidei o Eric para uma solução onde não precisa ter o totem expedidor de ticket que é o item mais caro do estacionamento”, contou. “E o pequeno não consegue automatizar   controle por causa da verba para colocar um sistema completo e automatizado. Uma via para cada entrada, hoje, é mais de 45 mil reais. É inviável para uma garagem pequena de banco. Hoje, a tecnologia engloba tudo isso com sistema de banco, de mercado e de pequenas operações. A tendência é o controle por OCE”, explicou.

No Painel Segurança Viária, Pedro do Carmo, Coordenador Executivo de Segurança no Trânsito, da Bloomberg, abordou o tema” Visão Zero e Sistemas Seguros”. Ele destacou a importância da feira. “Somos acostumados a falar com pessoas que tratam de mobilidade urbana, de urbanismo, de desenho urbano, de comércio nas cidades e de políticas públicas, mas não estamos acostumados com o público da Transpoquip”, disse. “Foi muito bacana falar com as empresas de engenharia que fazem obras em rodovias, estradas, indústrias de infraestrutura. É uma oportunidade muito boa porque são mundos complementares, correm em paralelo. E trazer um pouco da experiência, da noção de segurança viária nas cidade e a noção de “visão zero”, que deve ser levada para as estradas porque nenhuma morte é aceitável. Toda morte é evitável no trânsito e a gente consegue fazer medidas para prevenir essas mortes com poucos recursos”, enfatizou e agradeceu o convite. “Foi um privilégio”.

Apresentaram-se também no Palco Inovações os especialistas Valmir Bonfim , da DVS, com o tema “Reciclagem de Pavimentos Urbanos”; Paulo Roese e Marcley Oliveira, da Sotreq/Caterpillar, que falaram sobre “Pavimentação: pequenos investimentos com grandes resultados”; Marc Oliver, CEO da Systra, que discorreu acerca de “Viadutos em forma de U”. Já química Ester TerneroDalessi, pesquisadora da AkzoNobel, apresentou a “Contribuição ao Estudo do Binário Alfalto-Solo no processo de Imprimação”; e o Dr. Frederico Rofrigues, da Imtraff, abordou o “Panorama da Situação Brasileira com Vista à Aplicação da Metodologia Internacional iRAP”.

Projeto Rodovias do Futuro

Com o objetivo de orientar de maneira ainda mais precisa o tomador de decisão, o projeto Rodovias do Futuro é uma simulação que mostra, em tempo real e em funcionamento, as mais inovadoras soluções para o setor de infraestrutura de transportes e mobilidade urbana. O Projeto busca ainda a interação e o intercâmbio de conhecimentos, a apresentação de cases e projetos ligados a gestões operacionais eficientes e tecnologias avançadas que traga mais segurança, respeito ao meio ambiente e conforto ao usuário e, paralelamente, o melhor custo benefício aos engenheiros e operadores de tráfego.

7ª Expo Parking e 7° Congresso Brasileiro de Estacionamentos

Paralelamente à 10ª TranpoQuip e ao 20º ENACOR, aconteceu também até esta quinta-feira, 13 de setembro, a 7ª Expo Parking e o 7° Congresso Brasileiro de Estacionamentos. A Expo Parking traz as novidades em estratégias de negócio, softwares e equipamentos para o setor de estacionamentos, além das maiores empresas que atuam na área. Promovido pela Abrapark (Associação Brasileira de Estacionamentos), o 7° Congresso Brasileiro de Estacionamentos promove debates com os maiores especialistas na área falando sobre as principais questões do segmento.

 

Bruno Busquette, consultor de Relacionamento e Inovações, da ConectCar, falou sobre “As mudanças e a evolução do estacionamento com a chegada dos carros elétricos”. O foco da apresentação, segundo ele, foi abordar o estacionamento do futuro, que vai usar a energia elétrica como motor para alavancar a venda e as estadias. “Os estacionamentos estão passando por uma má fase, pois perdeu receita para a mobilidade urbana, para bikes, para skates, para o Uber. Como alavancar a receita do estacionamento nos próximos dez ou vinte anos?”, questionou. “Trouxemos para a feira uma série de itens de como alavancar recarga de veículo, produção de energia solar, café/ conveniência e criar um ecossistema para abraçar o dono e o seu público para aumentar a receita. Vai trazer facilidade para o público para parar o carro e sair com a bateria cheia, por exemplo”, afirmou e elogiou o evento. “Muito bacana. Fiz networking com muitas empresas e me surpreendeu”.

 

Hugo Jean pardal, sócio da Parkbee, abordou o tema “Tendências de mercado e quais as plataformas tecnológicas”. “Como mudar o off-line do estacionamento? Para mudar basta estar online, o brasileiro faz investimento em equipamento tecnologia e para fazer a migração tem muita dificuldade e com isso tem perda por não estar online e velocidade”, salientou, reforçando que é preciso buscar tecnologia para estar online. “Estamos passando por um processo no qual temos plataformas de tecnologia que já tinham o conceito off-line, hoje com a democratização e a tecnologia”. Para ele, é preciso migrar da tecnologia off-line para as novas tecnologias online. “Tem inúmeras empresas que tem a tecnologia online e o conceito do passado que todos compravam um sistema e pagava caro. Hoje, as mensalidades são acessíveis. Cada vez mais, você tem o check-in com as redes sociais e não tem interação humana”, destacou.

Esta foi a quarta participação de Hugo na feira. “Vemos grandes empresas expondo e mostrando o que tem de melhor. O que vai acontecer, quais são as tendências e mostrando para o mercado e os usuários de estacionamento o que tem de novidade”, disse.

Já o consultor em Gestão de Estacionamentos Aurelio Campos ressaltou que a maioria dos estandes e palestras da feira falam fortemente em inovação e novidades. “A gente está saindo, os estacionamentos hoje estão começando a perceber a importância disso para se manter e se reinventar”, disse ele, que ministrou a palestra “Segmento de parking vem evoluindo de forma significativa e deve se preparar para enfrentar grandes desafios”. “O segmento surgiu com pessoas que tinham força de vontade, mas não tinham preparo, pontuou Aurélio. “Hoje, os proprietários procuram se qualificar como gestores, esse é o caminho. O lugar precisa oferecer um combo de serviço para atrair o cliente. A concorrência é cada vez mais e precisa-se atender de uma maneira diferenciada para se manter.”

Outro palestrante que se apresentou no primeiro dia do evento foi André Faustino, advogado e consultor. Ele discorreu sobre o tema “Otimização de Recursos”. “As feiras setorizadas que reúnem especialistas e que prestam serviço para um setor específico, como no caso estacionamento, são uma iniciativa é fantástica”, ressaltou. “E está de acordo com o mundo de hoje, onde, procuramos entender o negócio, oferecer palestra, fornecedores mostrando serviços, especialistas discutindo os temas da área só contribui para o fortalecimento do mercado, oportunidade de negócio num país onde é necessário isso”. De acordo com André, a questão de inovação e tecnologia é oferecida nesse tipo de feira e é de grande valia para o mercado e para o prestador de serviço. “Nosso objetivo é propor de forma responsável e mudar quando a lógica do mercado está em crise, mandar embora não é a primeira coisa a se fazer. Tem oportunidades anteriores, com responsabilidade social de forma efetiva. Com análise de contrato e oportunidade, você consegue rentabilizar a empresa e melhorar o negócio sem precisar ter impacto direto em pessoas”, finalizou.

Informações sobre a Expo Parking e o Congresso Brasileiro de Estacionamentos em: http://expo-parking.com.br/